11 abril 2009

O galo capão!!!

Este ano, para o almoço de Páscoa, aconselho galo capão... segue a receita:

Galo Capão no Forno

Ingredientes:
1 galo capão com cerca de 5 kg
Sal e pimenta branca e pimenta de Caiena q.b.
1 laranja
2,5 dl de Vinho do Porto
2 dl de vinho branco
folha de louro
3 dentes de alho
1 cenoura
2 cebolas médias
60 gr de manteiga
40 gr de banha de porco
1 lt caldo de galinha

Receita:
Limpe bem o galo capão, tempere com sal e pimenta, sumo de laranja e Vinho do Porto e o vinho branco , o alho picado, folha de louro e pimenta de Caiena Deixe dum dia para o outro e pique-lhe o peito e as pernas, para tomarem melhor o gosto. No dia seguinte, coloque a cenoura e as cebolas cortadas em rodelas num tabuleiro e, sobre estas, o capão e a manteiga e a banha. Leve o capão a assar no forno. Asse-o lentamente em forno moderado 120 graus regando de vez enquanto com Vinho do Porto e caldo de galinha.
Quando estiver assado, regue com mais um pouco de manteiga . Passe o molho do assado e deite-o sobre o capão, ou sirva à parte.

Recheio do Capão:
300 gr de pão de mistura
miúdos de capão cortados em cubinhos
200 gr de bacon em cubinhos
100 gr de chouriço em cubinhos
40 gr azeitonas sem caroço
2 colheres de sopa de salsa picada
3 ovos inteiros
2 dentes de alho picados
sal e pimenta preta
2 dl de vinho do Porto

Coloque o pão a demolhar em água fria , esprema-o de seguida e junte-lhe os ovos , o alho picado, as azeitonas cortadinhas, sal e pimenta , a salsa picada , o chouriço , bacon e os miúdos tudo muito bem cortado, o vinho do Porto , amasse bem e recheio o capão com este preparado.
Recheie o galo capão com este aparelho feche-o com agulha e linha e leve ao forno a 100 graus durante 5 horas, retire o fio e sirva com batatinhas assadas.

O galo capão é um galo castrado entre os três e os quatro meses. Essa operação, realizada tradicionalmente por criadores experientes, provoca um crescimento até três vezes superior ao dos galos "normais".

Além de maior peso, que poderá ultrapassar os sete quilogramas, os animais têm uma carne mais clara, mais tenra e de sabor diferente, dizem os criadores.

Segundo os especialistas, os capões deverão ser vendidos com cerca de oito meses.

A castração dos galos remonta ao tempo dos romanos. Uma das razões apontadas para este acto foi a publicação em 162 a.c. de uma lei que proibia o consumo de carne de galinha, com o intuito de economizar cereais em grão.

Contudo, os criadores de aves, com muita imaginação, descobriram que, castrando os frangos, eles rapidamente duplicavam de peso, diminuindo, assim, o consumo de cereais.

Outra das razões sugeridas, um misto de lenda e história, leva-nos ao cônsul romano Caio Cânio, que, tendo insónias por causa do cantar madrugador dos galos, fez aprovar no Senado romano uma lei que proibia a criação de aves.

Os apreciadores da carne branca conseguiram, sem infringir a lei, manter a existência dos bichos, capando-os, o que os tornava mais calmos. Além disso, deixavam de perturbar o sono dos residentes com o seu cantar madrugador.

A castração, por outro lado, se dava ao animal um ar "envergonhado", também o tornava mais "opulento", com a carne tenra e muito saborosa.

5 comentários:

BalDocas disse...

Ora ...ora ... posso fazer-me convidada para o almoço de amanhã?
É que parece ser muito boa esta tua receita, e como acho que nunca comi galo capão...
Bom almoço e boa Pascoa
Bjokas

Anónimo disse...

Pobre galo! É por essas e por outras que muita gente não come carne!

Liliane disse...

Mas não é costume ser cabrito no domingo de Pascoa??? ;P

PG disse...

Não, na pascoa come-se galo capão com arroz escondido.

Raquel disse...

Cheira-me que foste buscar isso às receitas da Popota :) loollllll certo????